ASSOCIAÇÃO DE SENHORAS DE ROTARIANOS

Casa da Amizade de Blumenau

                                       Home Procurar

 

 


Home
Estatuto Social
Organograma
Historico ASR Blumenau
 

 

O que é uma Associação de Senhoras de Rotarianos

Uma A.S.R. existe, em conseqüência de Rotary, caminhando paralelamente, mas com vida própria e estatutos regendo seu funcionamento.

É formada por esposas de Rotarianos, que espontaneamente passam a integrar a Entidade, cujo nome está sendo adotado em todo o país para melhor identificação e sentido de unidade.

É uma Associação prestadora de serviços de caráter assistencial, moral e cultural, sem fins lucrativos e que tem por finalidade: promover maior aproximação entre as Senhoras de Rotarianos; cooperar e auxiliar entidades filantrópicas, assistenciais e educativas; fundar, manter e orientar creches, lares, escolas e outras obras assistenciais necessárias à comunidade e ao bem-estar da coletividade.

Ao integrar na Associação, a companheira fará parte do quadro associativo, passando a ter direitos e obrigações. Deverá pagar a contribuição mensal estipulada pela Assembléia, freqüentar reuniões, cumprir as disposições estatutárias, procurar integrar-se na Entidade e entrosar-se com as companheiras, auxiliando-as nas promoções e nos trabalhos.

Caso alguma esposa de rotariano não queira ou não possa, por motivos particulares, pertencer ao quadro associativo, nada a impedirá de comparecer às reuniões festivas ou comemorativas do Rotary a que seu marido pertença.


Histórico

Em Bauru, então pequena cidade do Estado de São Paulo, realizou-se nos idos de 1938 o primeiro encontro de Senhoras de Rotarianos. Este encontro despretencioso e meramente social, transformou-se em ambiente propício de compreensão e entusiasmo. Uma idéia feliz, pequenina como uma semente, germinou, multiplicou-se, e se concretizou nesta obra grandiosa que é hoje a Associação de Senhoras de Rotarianos.

Nesse ano, o então presidente do Rotary Club de Bauru, era Alencar Rezende de Carvalho. Sua esposa, Violeta Loureiro de Carvalho, convidou diversas senhoras para uma reunião informal em sua residência. Nesta reunião alegre e festiva foi lançada por ela a idéia de se reunirem semanalmente, para um melhor entrosamento, com fins filantrópicos. Iriam proporcionar às crianças desprotegidas o agasalho, o pão e o leite para sua subsistência: A idéia foi aceita com grande entusiasmo.

Havia em Bauru um pequeno lactário “Rodolfo Miranda” e um dispensário “Fernandes Figueira” que serviam as crianças menos favorecidas.

As senhoras de Rotarianos se dedicaram de início a essas duas Entidades e mais tarde socorriam um grande número de crianças de regiões diversas, que vinham até a cidade de Bauru.

Em 1942, na 10ª Conferencia Distrital, em poços de Caldas, o Rotary Club de Bauru levou entre as suas contribuições a criação da Reunião de Senhoras de Rotarianos. O companheiro Armando de Arruda Pereira, então presidente do Rotary Internacional achou louvável e proveitosa a instituição e pediu aos demais associados, que organizassem associações iguais junto aos seus clubes. Desta forma, espalhou-se a Associação de Senhoras de Rotarianos, criada e fundada em Bauru, em 1938.

As senhoras constituíram suas Associações e acabaram tendo que dar-lhes fundamento jurídico porque formaram patrimônio. Isto foi acontecendo em toda parte, com o importante objetivo de cooperar com a Comunidade, sanando pela definição de suas metas de trabalho, algumas necessidades e exigências existentes.

No Brasil, a A.S.R. é uma Entidade civil considerada de utilidade pública pela Lei 5575 de 17/02/69 (Dec.72.300) sancionada pelo presidente Médici; tem seus estatutos e regimento interno próprios sem nenhum vínculo com os Rotary Clubs.

Possui metas de trabalho que variam de acordo com as necessidades de sua cidade, atendendo aos necessitados nos seus variados aspectos.

Seu principal objetivo deve ser a amizade.

Organiza promoções sociais, culturais e especialmente beneficentes; participa das realizações comunitárias realizadas pelos Rotary Clubs.


Nomenclaturas:

Senhoras de rotarianos: São todas as Esposas de Rotarianos, independente de fazerem ou não parte da A.S.R.

Associada de A.S.R.: É toda esposa/companheira de Rotariano ou voluntaria que se filie a uma A.S.R.

Rotarianas: São Senhoras que por terem uma Classificação Profissional ingressem em Rotary como sócias.

Nada impede que a ROTARIANA, esposa de rotariano assuma cargos ou participe de uma A.S.R. A ROTARIANA, não esposa de Rotariano poderá ser sócia colaboradora.


Hierarquia de uma associação de senhoras de rotarianos

  • Coordenadoria Nacional: âmbito nacional, planeja e realiza de dois em dois anos o Congresso Nacional da Amizade da entidades de Senhoras de Rotarianos. Dele participam todas as senhoras de Rotarianos do Brasil. Nesta ocasião são aclamadas e empossadas a Coordenadoria nacional, as Vice-coordenadoras Nacional e é indicada a Coordenadora Nacional para o próximo biênio.

  • Coordenadoria Distrital: âmbito Distrital. Realiza anualmente, paralelo ou não à Conferência Distrital do Rotary, o Encontro de Coordenadoria onde participam todas as A.S.R. do Distrito. Nesta ocasião são aclamadas a Coordenadora Distrital e as Orientadoras, (com mandato anual ou bienal, conforme estatuto da respectiva coordenadoria distrital).

  • Orientadoria Setorial: âmbito Regional – realiza anualmente, paralelo ou não à Assembléia Distrital do Rotary, o Encontro de Orientadoria, onde tomam posse a Coordenadora e suas Orientadoras.

  • Associação de Senhoras de Rotarianos: âmbito comunitário.


O que é Casa da Amizade

É o lugar de recepção aos Rotarianos, familiares e convidados.
Prédio ou salão onde se reúne a família rotária para o desenvolvimento do companheirismo local e regional.
Geralmente as casas da amizade são construídas e mantidas pela Associação de Senhoras de Rotarianos onde funciona também a Secretaria da mesma e dos Rotary Clubs.